Sobre errar e persistir – #Erro3

Confira aqui o primeiro post.

Confira aqui o #Erro1.

Confira aqui o #Erro2.

Pensamos que alugar uma casa em Londres seria fácil, por isso reservamos uma semana de Airbnb e esperávamos nos mudar para um local definitivo depois disso.

  • O que aprendemos na nossa primeira tentativa?

A difícil arte de dividir uma casa com estranhos: passamos por isso, e vou te dizer que não é fácil. É uma das opções mais baratas para se hospedar em Londres mas, na minha opinião, é uma opção de valor baixo e custo alto. Se imagine dividindo cozinha, banheiro e as vezes até mesmo o quarto com pessoas de diferentes culturas, costumes e horários. É um desafio diário. Fizemos isso na nossa primeira tentativa e tivemos vários contratempos: cozinha sempre ocupada, falta de internet (o que é péssimo para quem está procurando emprego ou para se comunicar com a família), falta de limpeza, barulho, música alta, etc.

Alugar um imóvel na Inglaterra pode não ser tão simples: para alugar um imóvel privado em UK você precisa de uma bela quantia de dinheiro em mãos (de 3 a 6 meses de aluguel adiantado) e/ou histórico no país – tudo depende do landlord (o proprietário do imóvel) ou da imobiliária. Um tanto quanto complicado para quem é recém-chegado.

  • O que mudamos na nossa segunda tentativa?

post5Hospedagem x rotina: Londres é dividida por zonas (a zona 1 é o centro, a zona 2 é um pouco mais afastada, e assim por diante) e quando você usa o transporte para se deslocar por mais de uma zona você paga a mais por isso (andar dentro da zona 3 é mais barato do que se deslocar da zona 3 até a zona 1, por exemplo). Quando você escolher uma acomodação, faça a conta da distância da sua casa até sua escola, por exemplo. Muitas vezes não compensa morar em um local mais afastado – você economiza com aluguel mas gasta mais tempo se locomovendo pela cidade e mais dinheiro com transporte.

Acomodação para estudantes: essa foi a opção que escolhemos para o nosso Projeto. Existem diversas acomodações para estudantes por toda a Inglaterra que oferecem quartos compartilhados, individuais com cozinha e banheiros compartilhados, individuais com banheiro e cozinha compatilhada, e studios – que têm cozinha e banheiro privados. Essa opção foi muito mais vantajosa para o nosso caso porque decidimos estudar durante os nossos primeiros meses em Londres, e conseguíamos ir andando até a escola o que nos fez economizar muito com transporte.

Opções de hospedagem: se você está procurando por hospedagem, existem alguns meios que valem a pena ser pesquisados. Além do Airbnb e Booking.com, você pode procurar acomodações em couchsurfing (um site muito interessante principalmente para quem planeja uma viagem curta) ou se inscrever em grupos relacionados a Londres no Facebook (a maioria tem anúncios de hospedagem). Se você vier para estudar, geralmente as escolas oferecem opções de acomodação estudantil ou em casa de família – vale a pena pesquisar.

Fique atento: se for alugar uma acomodação pela internet, preste muita atenção para não cair em alguma furada. Peça sempre o máximo de informações possíveis, e tome cuidado com anúncios muito tentadores. Londres tem uma acomodação cara SIM, e o que for barato demais tem grande chance de ser até mesmo um anúncio falso.

Confira o próximo post sobre o #Erro4.

Se inscreva no canal do Youtube

Siga @ProjetoUK no Instagram

Curta Projeto UK no Facebook

Bia


Comente:

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.